Recurso tecnológico que já é usado em várias áreas como educação, medicina e engenharia, possibilita visualização de mais detalhes sobre empreendimento imobiliário por meio de vídeos, animações e interação com objetos virtuais

 

Com as novas tecnologias, definitivamente, a realidade não é mais a mesma. Hoje, ela pode ser virtual ou aumentada. Seja na medicina, educação, entretenimento ou na engenharia, ferramentas como a augmented reality, ou realidade aumentada, têm ganhado cada vez mais aplicabilidade no dia a dia e em diversas áreas. A tecnologia, que alia computação gráfica ao uso de smartphones, popularizou-se bastante no ano passado com o game Pokémon GO, mas essa inovação, além de divertir, tem facilitado a vida de muita gente.

 

Em Goiânia, por exemplo, a Consciente Construtora e Incorporadora tem usado a realidade aumentada para ajudar corretores a comercializar um de seus novos empreendimentos, o Gaia Consciente Home, além de melhorar a experiência do cliente com o material de divulgação. A novidade, que permite a visualização de vídeos do produto, está sendo utilizada para dar vida a imagens estáticas em catálogos, folders e outros materiais de divulgação do recente lançamento da construtora.

 

O uso da ferramenta possibilita que o potencial cliente visualize melhor muitos detalhes e tenha uma experiência mais próxima da realidade do que será o empreendimento. A mídia que antes estava apenas no papel, passa para o smartphone do cliente em apenas um clique e de onde ele estiver.

 

De acordo com o gerente comercial da Consciente, Rafael Rabelo, por meio do aplicativo de Realidade Aumentada Brasil, as pessoas terão acesso a vídeos informativos sobre o empreendimento (ver imagem abaixo). “Se a pessoa estiver na rua e receber o panfleto, poderá, a partir dele e com ajuda do celular, ter acesso a uma quantidade de informação muito superior à que a mídia impressa pode apresentar. Entre outras coisas, poderão fazer um tour virtual pela maquete digital do prédio”.

 

https://lh3.googleusercontent.com/JE74qzfCh5kb_ptKDYkU5nrN0oRpZ9YVPDKIXb5CBDLCj-4vGL1tAO-PhswsRuhZcn8pF9Q3gtDxPBw9jg3E07XYfMAB2PMhdcJpc5IINoxRctV46UBE2iOMk62n_Us1sFOHqUNd

Vídeo acessado por meio de realidade aumentada a partir do book do empreendimento Gaia Consciente Home

 

A usabilidade do recurso, de acordo com Rafael, permite ainda animar maquetes e plantas. “Assim como o óculos de realidade virtual, que já usamos também, a realidade aumentada é uma ferramenta interativa que possibilita o aproveitamento de tempo, tanto do profissional que vende, como de quem busca por um imóvel”, destaca o gerente comercial.

 

Como funciona

Essa interação entre o que é real e o que é virtual é possível por meio de marcadores, espécie de códigos que ficam nas imagens impressas e que com o uso das câmeras dos smartphones são captados, então um software disponibiliza um objeto virtual, que é a realidade aumentada.

 

 

https://lh4.googleusercontent.com/RV6Bd8XGQl1X6NYHI-2ZcYlS-n7twQpU8GJsh2VFbrxKd6rK1Nf8mQW1ZMUp7X6whDRKO5h9990KmWUie9bi5HqnGQQ0QO7m1mN1o7rIe8kfgbU_FD2FcHsDzEZhp0NZZz2CqPdu

Com intuito de conscientizar pessoas sobre a necessidade de proteger espécies de animais em extinção, o aplicativo Safari Central (ver imagem acima) promove interações de pessoas com animais virtuais.


De acordo com Betinho Baccette, diretor da Realidade Aumentada Brasil, empresa especializada em desenvolvimento de aplicativos de realidade aumentada, softwares aptos a realizar a leitura dessas referências, com ajuda das câmeras digitais dos celulares, expõem em tempo real manifestações visuais e até auditivas do que foi preparado, como animações 3D, vídeos, projeções entre outros recursos. “Esses marcadores são imagens de alto contraste que podem ser desde fotografias até publicidades convencionais. A leitura se dá, tanto a partir de materiais impressos no papel, como diretamente na tela do computador, basta ter um aplicativo que possibilite essa interação”, explica o diretor da Realidade Aumentada Brasil.

 

A tecnologia, segundo Betinho, existe desde a década de 1970, quando tinha aplicação militar. “O recurso era utilizado nas cabines de aviões-caça para facilitar a visualização de mapas entre outras possibilidades”. A realidade aumentada passou a ser acessível aos civis na década de 1990, quando surgiram as primeiras webcams. “Agora, com celulares potentes e equipados com câmeras, além da popularização da internet, as possibilidades de uso desse recurso no nosso dia a dia tem aumentado”, afirma.

 

 

Mercado imobiliário

A novidade foi aprovada por profissionais do mercado imobiliário em Goiânia. Segundo muitos que já usaram a ferramenta, a realidade aumentada facilita o trabalho de prospecção e vendas. “Se ele [o corretor] está atendendo um cliente fora do decorado e tem apenas um panfleto em mãos, esse profissional irá conseguir fazer uma apresentação completa sobre o empreendimento. Portanto, esse recurso traz celeridade, porque hoje o tempo está cada vez mais escasso; e mobilidade, para que as pessoas tenham tudo o que precisam onde quer que estejam”, reforça a Coordenadora de Comunicação e Marketing da Consciente, Carla Brasil.

 

Para o coordenador de vendas da URBS Paulo Amaral, com ajuda da ferramenta, o atendimento do corretor irá melhorar. “Ele vai ter capacidade de interagir com o cliente de outra forma, mais dinâmica. Facilita o trabalho porque traz uma inovação, que, por si só, já chama atenção. É uma ferramenta que potencializa a ação do profissional e ainda confere mais mobilidade - e qualidade - ao atendimento, já que os vídeos poderão ser acessados de qualquer lugar, desde que se tenha acesso a um celular, internet e ao link de referência para o aplicativo”.


O Gaia Consciente Home é um projeto da Consciente Construtora e Incorporadora, que em 2014 foi uma das pioneiras a disponibilizar visitas virtuais a empreendimentos cujas obras nem tinham iniciado por meio de óculos de realidade virtual. “Possibilitamos que consumidores tivessem uma visão realística do empreendimento, por dentro e por fora, por meio de óculos de realidade virtual. Basta que o corretor leve o óculos para seu cliente. Com a realidade virtual, temos a opção de interagir com outros aspectos dos empreendimentos, como vídeos que expõem o conceito de moradia que queremos promover, a vista que o cliente terá do andar escolhido entre outras informações”, observa.